Notícia

Picuí presente no Seminário Estadual sobre Serviço de Acolhimento Familiar em Patos - PB

por Kamylla Salusto Publicado em 06/06/2023 às 08:15 486 Visualizações

Durante os dias 01 e 02 de junho de 2023, a Secretaria Municipal de Assistência Social de Picuí esteve representada pela secretária de Assistência Social, Keiles Lucena, pela coordenadora da Proteção Especial (CREAS), Luana Silva, pela coordenadora da Vigilância Socioassistencial, Rejane Miranda, e pela assistente social, Jucilene Barbosa, no Seminário Estadual sobre o Serviço de Acolhimento Familiar em Família Acolhedora.

Este importante evento aconteceu no auditório da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e foi promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano, em parceria com o Instituto Fazendo História.

Na oportunidade, a secretária de Desenvolvimento Social, Helena Wanderley de Patos, acolheu os participantes falando da importância desse serviço para o acolhimento das crianças e ressaltou que desde o ano de 2022 o município de Patos tem o Serviço de Família Acolhedora implantado: “Um evento importante para a implantação de um serviço importante, Patos tem o seu Serviço de Família Acolhedora implantado desde 2022, por meio de Lei. Momento para que as crianças que estão afastadas das suas famílias por meio de ordem judicial possam estar em um acolhimento familiar para que as mesmas possam ter um melhor desenvolvimento, assistência, mais cuidado e todo um trabalho para que a criança possa participar de toda a convivência da família”, comentou.

A palestrante Tatiane Barile, do Instituto Fazendo História, relatou que a finalidade do encontro é traçar estratégias de divulgação do serviço de recrutamento e acompanhamento das famílias aptas para participarem do programa.

O Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora é uma forma de acolhimento prevista na Política de Assistência Social, organizada de acordo com os princípios do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que prioriza o acolhimento provisório em famílias acolhedoras, preservando a convivência familiar e comunitária para crianças e adolescentes de 0 a 18 anos que foram afastadas de suas famílias por medida de proteção.

Para a secretária de Assistência Social de Picuí, Keiles Lucena, trata-se de uma oportunidade de diálogo e conhecimento, sobre o serviço de acolhimento familiar que por sua vez vem a contribuir significativamente na garantia dos direitos da população usuária da Proteção Social Básica, através da efetivação de políticas públicas socioassistenciais como esta.