Notícias » Laudo da AGEVISA aponta denúncia infundada sobre Centro de Processamento da Alimentação Escolar em Picuí

Em 10/01/2018 às 14h00, Postado por: Janderye Macedo / Fonte: Ascom

Na manhã desta quarta-feira (10), a Procuradoria Jurídica do município de Picuí foi notificada para apresentar manifestação acerca da vistoria realizada pela AGEVISA-PB no Centro de Processamento da Alimentação Escolar (Cozinha Industrial) determinada pelo Ministério Público Estadual após denúncia da Bancada de Oposição, onde alegou-se diversas irregularidades, a exemplo de ovos vencidos, pães sem data de fabricação, polpas de frutas estragadas, deficiência de itens, dentre outras.   

No laudo da AGEVISA, órgão vinculado ao Governo do Estado da Paraíba, destacou-se que "em inspeção realizada dia 21 de setembro (2017) (...) não se constatou as irregularidades descritas no Ofício nº 003/2017, de 04 de julho de 2017 (da lavra de todos os vereadores da oposição)". Ademais, a Gerente Técnica Karina Lígia Sales ainda afirmou que no Centro de Processamento de Alimentação Escolar de Picuí "não existem não conformidades em relação à legislação sanitária vigente, encontrando-se o Centro com a concessão da Autorização Sanitária de Funcionamento válida até 31 de março de 2018".   

O Relatório Descritivo de Inspeção nº 137/2017 destacou, também, que a Cozinha Industrial "possui infraestrutura adequada e equipamentos necessários à manipulação de alimentos, bem como funcionários capacitados e qualificados para exercer as operações desenvolvidas na mesma. Além disso, todos os procedimentos operacionais padronizados aplicados estão em concordância com as informações contidas no Regulamento Técnico sobre Boas Práticas para Serviços de Alimentação".    
O Procurador Jurídico do Município, Dr. Joagny Augusto, destacou a seriedade de todos os servidores do Centro de Processamento da Alimentação Escolar e rebateu as denúncias da oposição: "Mais uma vez, ficou provado quem fala inverdades ao povo de Picuí. Todos se lembram do estardalhaço político que foi feito em junho do ano passado acerca destes fatos. Até vídeo com música de terror fizeram e espalharam nas redes sociais, sem contar com as reportagens de alguns membros da imprensa que destacavam 'Em Picuí, equipamento que foi referência para outros estados sofre com má gestão'. Hoje, é o próprio Governo do Estado da Paraíba (que eles apoiam e defendem), através da AGEVISA, órgão de seriedade inabalável, que afirma que a nossa Cozinha Industrial é capacitada e qualificada para exercer suas atividades. A bancada de oposição deve, no mínimo, pedir desculpas aos servidores e à nutricionista que foram alvo dessas denúncias completamente infundadas. Estaremos encaminhando manifestação ao MP e, consequentemente, diante do laudo destacando que a denúncia é inverídica, iremos requerer o seu devido arquivamento".  

Desde janeiro de 2017, a bancada de oposição vem, sequencialmente, provocando o Ministério Público com uma série de denúncias. Porém, até o momento, não foi dada procedência a nenhuma através de sucessivos arquivamentos. "Isto é mais uma prova de que estamos no caminho certo. 

O povo de Picuí, mais uma vez, está tendo a oportunidade de ver quem está com a verdade e quem mente fazendo terrorismo com a população", finalizou o Procurador.

Compartilhe:

Vídeos

Escola Municipal Maria do Socorro simula educação no trânsito
Prefeitura de Picuí - PB

Prefeitura de Picuí - PB

Rua Antônio Firmino, nº 348, Monte Santo, Picuí / PB

CEP: 58187-000 - Telefone: (83) 3371-2126 / (83) 3371-2380